Voltar

Por que os restaurantes possuem esse nome?

É interessante que quem tem ou pretende ter um restaurante busque conhecer todos os assuntos e curiosidades que envolvem esse tipo de estabelecimento, incluindo seu nome.

Muitas pessoas não param para se perguntar por que os restaurantes possuem esse nome, mas e você: já pensou o quão interessante pode ser descobrir essa resposta, até mesmo para se certificar de que está trabalhando da forma correta?

Entenda melhor a seguir.

Afinal, por que os restaurantes possuem esse nome?

A resposta para essa pergunta não poderia ser mais simples: os restaurantes possuem esse nome justamente por estarem ligados ao ato de “restaurar”, através da comida, tanto o corpo quanto a alma e o humor.

Por isso citamos no início o fato de você estar ou não trabalhando da forma correta, e para descobrir basta se perguntar se o que você oferece visa apenas o lucro ou se tem como finalidade satisfazer o cliente em diversos sentidos, através de uma boa experiência criada por toda a sua equipe.

Mas, voltando ao assunto principal: esse termo só veio à tona e teve seu início ligado à alimentação quando o francês Boulanger, em 1765, abriu um estabelecimento para vender sopas que, segundo ele, renovavam (ou restauravam) a saúde de quem sofresse de problemas como o de digestão. Essa é uma das versões existentes sobre a origem dos restaurantes, mas a partir daí ainda levou um certo tempo até que eles passassem a ter o formato que conhecemos hoje.

Os restaurantes de luxo, por exemplo, tiveram início após aproximadamente 20 anos, também na França.

Você pode saber mais sobre esse início nesse artigo da Superinteressante.

Os tipos de restaurantes que existem hoje

Enquanto que naquela época os restaurantes disputavam espaço somente com tavernas e estalagens, hoje eles encontram grande concorrência tanto no que diz respeito a outros tipos de estabelecimentos (lanchonetes, por exemplo), quanto no que diz respeito aos demais restaurantes.

A boa notícia para quem está começando nesse mercado é que a diversidade de tipos de restaurantes para se trabalhar ajuda a diminuir essa concorrência, tornando-a um pouco mais indireta.

Alguns desses tipos são:

Isso sem citar, também, os modelos para se trabalhar, como o a la carte e o self-service.

Levando o nome “restaurante” a sério

Agora que você já sabe por que os restaurantes possuem esse nome, é hora de fazer jus a ele, trabalhando em seu estabelecimento iniciativas que visam não só manter seus clientes satisfeitos com a comida, mas também com diversos outros aspectos que ajudem a criar a melhor experiência possível.

Por exemplo:

MANTENHA UM ATENDIMENTO IMPECÁVEL

Treine sua equipe, faça reuniões semanais ou até mesmo diárias e o que mais for necessário para que todos consigam atender às expectativas dos clientes.

CRIE UM AMBIENTE AGRADÁVEL

Pense com carinho em sua decoração e crie um ambiente que realmente seja aconchegante e agradável.

Isso inclui não só bons móveis, mas também a limpeza, que deve ser prioridade.

ELABORE PRATOS ÚNICOS

E para que a experiência seja completa, é claro que a criação de pratos incríveis também deve ser levada a sério, mas isso não significa que você e sua equipe precisam ter o que nenhum outro restaurante tem no cardápio.

Muito pelo contrário: reinventar também é criar, e com uma boa dose de criatividade é possível transformar pratos comuns, dando a eles sabores e apresentações surpreendentes.

Gostou desse conteúdo?

Continue acompanhando nosso blog para ter acesso a outros assuntos como esse, lembrando que nossa equipe está à disposição para te ajudar a criar seus cardápios de um jeito que você nunca viu. Entre em contato para saber mais.