Voltar

Saiba como usar o Menu Degustação e obter bons resultados

Inspirados no conceito francês de degustação, os menus de degustação surgiram nos anos 70, mas começaram a ganhar mais espaço nos melhores restaurantes do mundo na década de 90.

Para que você saiba mais detalhes do Menu Degustação, e se ele pode ser uma ferramenta adequada para uso em seu restaurante, siga na leitura deste post.

O que é Menu Degustação

Podemos dizer que o Menu Degustação funciona como uma espécie de currículo comestível do estabelecimento.18

Com ele, é possível mostrar aos clientes seus principais pratos e a habilidade de seus profissionais.

Por reunir vários pratos, as porções são menores para que o cliente possa provar todos os sabores oferecidos, sem se sentir mal ou sem que haja sobras e desperdícios.

Existe mais de uma forma de fazer uso desse tipo de cardápio, entre elas:

  1. Pratos principais

Seleção dos pratos principais – escolhidos pelo restaurante -, servidos em pequenas porções.

  1. Pratos especiais

Pode ser uma opção à parte - contendo entradas, prato principal e sobremesas – e usado em datas especiais como Dia das Mães, Dia das Crianças, Dia dos Namorados e em outras ocasiões que sua criatividade mandar.

  1. Pratos regionais

Uma boa opção é criar menus regionais, oferecendo uma experiência completa do que a culinária de determinada região tem a oferecer – um tour gastronômico por estados, países e culturas!

  1. Pratos criados a partir de ingredientes

Também é possível escolher um ingrediente principal e criar pratos (entrada, principal, sobremesa) a partir desse elemento – exemplos: amendoim, maracujá, etc.

A criatividade é um ingrediente importante no momento de compor o cardápio de um restaurante, inclusive no caso desse tipo de menu.

Finalizando este tópico, além de considerar o perfil de seus clientes, dois outros elementos são essenciais para não errar neste tipo de cardápio:

  • Progressividade do Sabor: comece com pratos de sabor mais suave, tornando-o mais acentuado à medida que for servindo. Dessa forma, você evitará que o sabor mais acentuado interfira no mais suave, impedindo o cliente de senti-lo totalmente.
  • Visual bonito e diferenciado: não basta diminuir as porções. O aspecto dos pratos servidos devem ser atrativos e diferentes, a ponto de chamar a atenção do público e valorizar o Menu Degustação.

Mais de um sentido é explorado no Menu Degustação. Começando pelo olfato despertado pelo cheirinho que antecede a chegada dos pratos à mesa, passando pelo visual atraente e marcante e culminando no paladar – que deve ser surpreendido por algo diferente e memorável.

 

O que considerar antes de optar por um Menu Degustação em seu restaurante

Agora que você já sabe quais as possibilidades a serem exploradas na elaboração de um Menu Degustação, confira algumas informações importantes para você usar essa ferramenta em seu restaurante.

O cardápio deve ser bem estudado

Essencial em qualquer tipo de estabelecimento que serve refeições, o cardápio deve ser minuciosamente planejado. No caso do Menu Degustação, ele deve ter uma sequência tradicional: entrada, prato principal e sobremesa – confira 40 dicas que vão deixar seu cardápio perfeito!

A entrada deve ser simples, leve e rápida. Estrela principal do show, o prato principal pode ser uma seleção dos principais pratos principais do estabelecimento servidos na ordem escolhida pelo restaurante ou ser escolhido pelo cliente (entre opções previamente estabelecidas).

Por motivos óbvios, evite pratos muito pesados para que o cliente não pare antes de provar todos os sabores a serem oferecidos.

Finalmente, capriche na seleção das sobremesas – podem ser várias ou uma (em quantidade maior) a ser escolhida pelo cliente, por exemplo.

 

Desafios que envolvem o Menu Degustação

Por oferecer vários pratos, ainda que em quantidade menor, esse tipo de menu utiliza praticamente toda a cozinha. Também requer tempo dos funcionários e habilidade para investir no visual mais apurado.

Mas, mesmo assim, é possível driblar esses desafios. Eis algumas sugestões:

  • Reserva antecipada: Estabelecendo esse critério, é possível se preparar antecipadamente para o preparo;
  • Datas Específicas: Seguindo o mesmo raciocínio anterior, criando datas específicas (últimas sextas do mês, por exemplo), fica mais fácil executar o Menu Degustação;
  • Número mínimo de clientes por pedidos: Otimiza o tempo e o esforço da equipe e torna a iniciativa mais rentável.

De toda forma, antes de oferecer o Menu Degustação avalie se é possível usar essa ferramenta sem comprometer o atendimento aos demais clientes.

Dica mais importante sobre a utilidade do Menu Degustação

O Menu Degustação pode ser desafiador, exigindo planejamento rigoroso e empenho de todo o time.

Mas, fica a dica: ele oferece muitos benefícios para o restaurante que o adota. Confira os principais a seguir e veja porque vale a pena testar essa ideia em seu empreendimento.

  1. Pode ser realizado com ingredientes que já existem no restaurante, aproveitar ingredientes que sobram ou aproveitar ingredientes de época (e mais baratos);
  2. Permite apresentar a identidade do restaurante aos clientes;
  3. Possibilita experimentações;
  4. Cria ambiente para reunião de amigos e família;
  5. Turbina o cardápio original;
  6. Ajuda a promover o restaurante.

 

Para ter sucesso no uso dessa ferramenta, um dos passos mais importantes é a escolha do cardápio, que deve considerar investimentos, habilidade de seu pessoal em desenvolver os pratos com qualidade e até a identidade de seu estabelecimento.

Nesse processo, é necessário ter uma ficha técnica de restaurante bem elaborada, como esta que você pode baixar e começar a usar já!

 

E, então, você se sente confortável para testar o Menu Degustação em seu restaurante? Se precisar de uma ajudinha, conte conosco – mande sua mensagem para nosso WhatsApp!