Voltar

Como montar um restaurante de sucesso: o passo a passo definitivo

O setor de alimentação é um dos preferidos dos novos empreendedores brasileiros, mas para saber como montar um restaurante é preciso muito conhecimento das características desse tipo de mercado, e é isso que vamos abordar nesse texto. De acordo com o Sebrae, um restaurante é composto basicamente por três pilares para existir: o cardápio, principal fator que motiva os clientes a visitarem seu estabelecimento; a hospitalidade, que envolve um bom atendimento, agilidade, empatia com o cliente, entre outros fatores; e o ambiente, que está relacionado à localização, espaço, conforto e arquitetura do local.

O ramo de restaurantes é extremamente competitivo, mas com muitas possibilidades de inovação, que podem ser muito recompensadoras. Separamos então algumas dicas essenciais sobre esse mercado para você começar o seu negócio da forma correta e ter oportunidade de trazer inovações ao mercado sem esquecer do básico.

Antes de tudo, reflita: você gosta de empreender?

Em entrevista ao site Você Gastro, a coordenadora de comércio e serviços do Sebrae, Keyla Pontes afirma que é necessário ter planejamento e o mínimo de conhecimento no assunto para contratar os funcionários necessários como o chef, o garçom e demais profissionais.

“Às vezes, as pessoas se confundem: ‘Eu sei cozinhar, eu posso ser empresário’”, afirma. Além de trabalhar com o comércio de pratos, o empreendedor precisa ter consciência de que irá trabalhar com estratégias de marketing, gestão financeira e administativa, legislações específicas e outros elementos importantes como a segurança alimentar.

Planejamento e conhecimento são essenciais

Fazer um plano de negócios é um dos passos mais importantes para montar um restaurante de sucesso e pode levar meses para se concretizar. É imprescindível ter conhecimento na área, pesquisar sobre o segmento, o público-alvo, o tipo de serviço que será oferecido, o desempenho do mercado, definir os investimentos necessários, calcular o capital de giro para bancar principalmente as primeiras despesas, contratações de profissionais como contadores, pagamentos de taxas e licenças, compra de equipamentos e outros itens importantes. Caso você possua pouca experiência no ramo, é recomendável contratar uma consultoria especializada.

Programe-se para processos burocráticos

Além dos procedimentos burocráticos que são comuns a quem abre um negócio (como a emissão do registro de CNPJ), é importante pesquisar a legislação que regula os restaurantes, principalmente no que diz respeito às questões sanitárias e solicitar licenças específicas. “Para não ter problemas, uma boa ideia é ir à Vigilância Sanitária da sua cidade e se informar sobre documentos necessários e regras específicas”, afirma a consultora do Sebrae-SP Juliana Berbert, em entrevista à Revista PEGN.

Vale ressaltar que essas regras, assim como as que regulam o fumo e poluição sonora, podem variar dependendo do município. A principal regulação é a RDC nº 216 da Anvisa, que traz especificações que ajudam a organizar o local em que os alimentos serão armazenados e fabricados.

Escolha o local do restaurante

De acordo com o Sebrae, 60% do sucesso de um negócio está atrelado à escolha certa da localidade comercial. Analise o público da região onde você pretende instalar o seu negócio ou e se existe no local demanda favorável para o tipo de restaurante que você deseja instalar.

Locais com intenso fluxo de pessoas – como centros empresariais, universidades, hospitais, terminais de ônibus e estações de metrô – costumam ser apropriados para montar um restaurante de sucesso. Mas lembre-se: áreas com alto potencial de clientes exige uma estrutura que comporte esse público. O tamanho do imóvel influencia em outros gastos como aluguel e contratação de funcionários na proporção necessária.

Crie um cardápio atrativo

“Busque produtos da estação com preço confortável para o cliente e rentável para o restaurante”, recomenda o empresário Marcelo Fernandes, em entrevista à Exame. Um dos segredos para montar um restaurante de sucesso está justamente no cardápio, que precisa transmitir a proposta do seu negócio e ser competitivo com a concorrência local. Contrate profissionais especializados não só para a composição gráfica do menu, mas para definir os pratos. A experiência que você pode possuir com cozinha é um fator importante, mas considere também a vivência e sugestões do chef, os custos com ingredientes, estoque e transporte na hora de montar o menu. Confira nossas 38 dicas de como montar um cardápio de sucesso e aumentar os seus lucros.

Atente-se ao estoque

“Dinheiro investido em estoque parado é dinheiro parado”, afirma Juliana. Boa parte do que é vendido em restaurantes costuma ter um prazo de validade limitado, por isso, voltamos a citar o fator planejamento, que neste caso é muito importante para evitar compras em uma quantidade muito além ou aquém do que é necessário.

Saiba negociar os melhores preços com fornecedores e atente-se à qualidade dos contratos e cumprimento de prazos de entrega. Crie fichas técnicas para seus pratos pra documentar todo o processo de produção e ter maior controle dos ingredientes necessários. Softwares de gestão também ajudam a controlar o que entra e sai do estoque e identificam pontos de atenção.

Treine os colaboradores

Um excelente atendimento não envolve apenas a cordialidade e simpatia, mas também agilidade, conhecimento sobre os pratos, proatividade e outras informações relacionadas ao restaurante para suprir às duvidas do cliente, especialmente se este estiver visita o local pela primeira vez.

Alinhe todos os colaboradores (mesmo os que não lidam diretamente com o público) sobre a missão, visão e valores do restaurante e engaje-os como importantes transmissores do conceito e identidade da sua marca, inclusive na hora de recomendar pratos e promoções. Um cliente satisfeito com o atendimento certamente pensará em voltar ou, pelo menos, recomendar seu restaurante para outras pessoas.

Capriche na divulgação

Mídias sociais como o Facebook e o Instagram concentram uma grande base de usuários no país e oferecem diversas ferramentas que impulsionam a divulgação do seu estabelecimento. Crie páginas para seu restaurante nas mídias sociais e aproveite-as para divulgar pratos e promoções, mas atente-se à boa qualidade das fotos e preencha adequadamente as informações de localização, contato, horário de funcionamento e opções de pagamento.

Você pode cadastrar seu estabelecimento no Google Meu Negócio para ser localizado no Google e em sites como Trip Advisor, que recebem avaliações de clientes e são referência para quem pesquisa locais para comer, especialmente nas áreas turísticas.

Além das mídias sociais, procure divulgar o seu negócio na região onde seu estabelecimento se localiza com a distribuição de panfletos em empresas, universidades e outros locais de intenso movimento.

Gostou? Então, confira nossa entrevista exclusiva com o chef e consultor Maurício Tocci, que aborda quais são os 7 principais erros dos restaurantes e como evitá-los.